terça-feira, 15 de maio de 2007

Figura(ESP): Super Aguri

De piada do grid a equipe preparada para marcar pontos! Em pouco mais de um ano, a Super Aguri saiu da eterna última fila para a metade de cima do pelotão, inclusive ficando uma vez na super pole na Austrália. Porém, o ápice da equipe foi em Barcelona. Já na sexta-feira, Anthony Davidson mostrou que seus dias de piloto de testes ainda está presente e ficou em sexto no geral, mostrando o potencial do carro. Na Classificação no sábado, alguns problemas atrapalharam a equipe e jogaram Sato e Davidson em posições um pouco abaixo do que eles realmente poderiam fazer, mas na corrida, o carro da Super Aguri foi constante e juntamente com a corrida sem erros de Takuma Sato, a equipe de Aguri Suzuki marcou seus primeiros pontos em sua curta história na Fórmula 1. E Sato ainda teve que segurar no braço as investidas desesperadas de Fisichella, na Renault, nas voltas finais. Ou seja, esse ponto foi conseguido na pista, sem ajuda da sorte ou de abandonos!

Não resta dúvidas de que a Super Aguri foi a equipe que mais cresceu do ano passado para cá, mesmo com as polêmicas com as outras equipes sobre o seu chassi (apesar de todo mundo saber que o carro da SAG não passa de um Honda 2006 modificado) e dos problemas operacionais que toda equipe iniciante e pequena sofre. De agora em diante, a Aguri partirá para vôos maiores e tentará ficar na zona de pontos em mais oportunidades. E superar a equipe-matriz!

2 comentários:

Biby Cletus disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Felipão disse...

Verdade. Eu acho que eles tem mérito sim, mesmo tendo utilizado um Honda que tava pronto. Veja o exemplo da Toro Rosso. O próprio Berger já disse que a estrutura "Minardi" que restou lá, não consegue fazer as coisas funcionarem. É só comparar o desempenho da Toro com a Red Bull...